Denisol.WordPress

If you drink like a man…

Posted in Brasil, Londres by denisol on setembro 29, 2008

Esses dias eu estava passando pelo metrô e não pude deixar de reparar nesse anúncio feito pela TBWA\London.

Como sou mulher (e bebo cerveja sim!), sei como é importante moderar na quantidade (e qualidade) da bebida. Fica aí a dica para as mocinhas que gostam de enfiar o pé na jaca: “Se você bebe como um homem, pode terminar parecida com um”.

Aproveitando o ensejo, eu gosto da maneira como a publicidade acontece por aqui.

Sabemos que o Brasil é altamente premiado com suas campanhas publicitárias, porém pequena parte das peças premiadas são veiculadas de verdade, na mídia, o que acaba criando duas categorias diferentes de anúncios: os que vão para competição*, e os que vão para o ar.

Mas por que isso acontece no Brasil? Seria a população ignorante o bastante para não entender as pérolas propostas por nossos geniais publicitários? Seriam os clientes ignorantes o suficiente para subestimar a capacidade intelectual da população, ou até mesmo para não entender as pérolas propostas por nossos geniais publicitários?

Talvez seja um pouquinho disso tudo. Percebo que aqui os prêmios são resultado do trabalho, e não a causa. E, acredite se quiser, issa faz uma baita diferença.

* Mas como um anúncio que não foi veiculado ganha prêmio? Na verdade esses anúncios são veiculados, na maioria das vezes uma única vez, em um portal de internet desconhecido, um horário “alternativo” na TV (3 da manhã), ou publicados em um canto de jornal (bem tosco) durante a semana… qualificando-os assim para os festivais.

9 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. joaoccc said, on setembro 29, 2008 at 9:57 pm

    Minha esposa querida……..

    Voce nao vai ficar desse jeito nao, vai?

  2. fbarbanti said, on setembro 29, 2008 at 10:02 pm

    Esta foto medonha está mais condizente com a seguinte campanha:

    “If You Dress Like a Woman
    You Might End Up Looking Like a Freak”

  3. Ju Sado said, on setembro 29, 2008 at 10:17 pm

    Cara Denise…

    Fudeu! Acho que jah to virando homem!!!

    9 dias de Oktoberfest acabaram comigo, e hoje a noite fui ao pub, ou seja, 10 dias bebendo cerveja na sequencia…

    Honestly, vc acha que jah comecou a minha metamorfose???😦

  4. Beth Q. said, on setembro 29, 2008 at 11:23 pm

    É, cê tem razão! Realmente o povo só acaba conhecendo a propaganda que ganha prêmio, depois que ganha o prêmio. Pouca veiculação e pouco incentivo aos novos e, muitas vezes, arrojados publicitários. Mas, já ouvi dizer que este meio, aqui no Brasil, é uma “panelinha”. Será?!

    Bem, eu não vou ficar desse jeito, porque não bebo bebida com cheiro de xixi, gosto mais de um pró-seco. hehehhehe
    Hummmm, vão me dar uma tomatada daqui há pouco aqui!!! Vou sair de fininho.

    beijinhos cariocas e que bom vc voltou!

  5. Renata Assis said, on setembro 30, 2008 at 11:08 am

    hahahaha….
    nao vejo propagandas inteligentes por aqui….
    os melhores comerciais ficam sendo bolados pros intervalos do Super Bowl, que eh de futebol americano…
    fica cariiiiiiiiiisimo colocar comerciais na televisao nessa epoca… peixe pequeno nao tem vez… mas as grandes marcas arrasam no conteudo…
    eu acho que deveria ser sempre assim, e nao somente em janeiro pra alegrar os fans de futebol. Isso, porque eu mesmo soh assisto pra ficar sabendo dessas perolas, senao, nunca mais vou ter oportunidade, pois nao sao repassadas mais. Uma vez e pronto!! estranho, neh?
    beijinhos!

  6. Beth Q. said, on outubro 1, 2008 at 4:09 am

    Oi, Denise!

    Seguinte: Botei lá embaixo no blog um ghestbook para que todas as amigas que lá frequentam deixassem uma ou mais fotos. Gostaria de ver você lá também, ok.

    Bota umas bem bonitas, tá. rss

    brigada e bjks

  7. falcao007 said, on outubro 1, 2008 at 9:39 am

    Caramba não sabia que a cerveja era capaz disso.. hehehehe

  8. Cotta said, on outubro 1, 2008 at 1:06 pm

    Delicada essa questão… Na verdade, envolve também a diferença que existe nos prazos e na mentalidade dos clientes. Geralmente, em lugares como Londres, Nova York ou Singapura, as agências têm semanas, às vezes meses, para fazer um mesmo job. Aqui no Brasa, via de regra temos dias ou poucas horas para chegar com tudo pronto.

    Mas, óbvio, isso não é desculpa. Só que é, sim, um grande inibidor da produção de peças geniais no dia a dia. E aí entra a questão da maioria dos clientes brasileiros, que acaba optando pelo caminho mais seguro e menos criativo pq sabe que é o que vai aumentar um pontinho no share da marca deles. E, assim, não arriscam gastar sua verba de mídia com uma idéia maluca dos criativos da agência de resultado duvidoso. Aí, a agência tem que implorar para eles autorizarem a veiculação de uma “peça fantasma” em algum lugar, que é – como vc falou – sempre uma mídia esdrúxula num horário esdrúxulo. Custa menos e a agência pode inscrever a peca em festivais.

    Repito, isso não é geral. Gracas a Deus temos alguns clientes inteligentes o suficiente para saber que é possível unir as duas coisas. E assim, o Brasil consegue tb emplacar prêmios com peças reais, e – ufa! – mantém a boa reputação da nossa publicidade.

  9. As aventuras de uma brasileira no Egito - Barbrinha said, on outubro 2, 2008 at 8:34 pm

    Ui….essa tia ficou bem estranha….hehehheheh

    beijos e fiquem com Deus


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: