Denisol.WordPress

Khan–el–Khalili

Posted in Turismo by denisol on junho 4, 2008
Khan el KhaliliKhan–el–Khalili © Denisol

Khan–el–Khalili é o principal local de compras do Cairo. Lá é possível encontrar de tudo: artesanato, roupas, iguarias, etc. É o equivalente à Rua 25 de Março, em São Paulo, ou Mercado Modelo, em Salvador.

O Khan–el–Khalili também é um dos pontos turísticos mais famosos do Cairo, parada obrigatória para que todos os turistas possam levar para casa uma lembrancinha egípcia: pirâmides em miniaturas, abridores de garrafa em formato de faraó, camelinhos de pelúcia.

Só que no Egito, nada tem preço. Quer dizer, as coisas têm preço, mas eles não estão em nenhuma etiqueta, nenhum lugar, somente na cabeça do vendedor (e na sua cara de turista otário). Negociação é algo que faz parte da cultura árabe, e eles gostam muito disso. Mas eu não. Sou péssima para negociar.

bla bla bla blaNo caminho © Denisol

E lá fomos, JC, eu, e a mãe de nossa amiga Yosra (que nos hospedou) para o tal mercado. A instrução recebida pela Dona Asa foi: “escolham tudo o que vocês quiserem comprar, depois me chamem.”. A Dona Asa (é o nome dela) ficou em uma salinha, meio sinistra, com ar-condicionado e uns velhos gordos fumando shisha (que no Brasil, não sei o porque, é chamado de “narguile”) e conversando. E eu fui escolhendo as tralhas. Ímãs de geladeira para a família, potinhos… e todas as vezes em que eu olhava para alguma mercadoria, o vendedor já chegava tentando empurrar: “Isso aí custa 70 Libras egípcias. Aquilo alí custa 100 Libras egípcias.” e eu respondendo: “Tá bom. U-hum. Obrigada.”.

JC no EgitoVendedor de pães © Denisol

O vendedor devia estar pensando que ganhou na loteria… afinal, turistas pagando pelo maior preço, sequer questionando, não deve ser todo dia que acontece. Depois de escolhermos tudo, pedimos para o vendedor esperar que já voltaríamos, entramos na salinha e chamamos a Dona Asa. Aí começa a discussão, em árabe, Dona Asa x Vendedor. Oi dois gritavam feito loucos. Gesticulavam. Discordavam. Foi assustador.

De repente vira a Dona Asa pra gente e fala: “Tudo isso aí que vocês escolheram vai custar 70 Libras egípcias”. Inacreditável! Para vocês terem uma idéia, com esse valor (que equivale a R$20) compramos: 12 ímãs de geladeira, um porta-jóias de madre pérola, uma bata de algodão, e talvez mais coisas que eu não me lembro mais. Se estivéssemos sozinhos, facilmente teríamos gastado 4 vezes esse valor (e eu ainda teria achado barato)…

4 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Barbrinha said, on junho 4, 2008 at 3:23 pm

    kkkkkkkk…….nao adianta, eu leio sobre o Egito ja rindo, pq sei que eh asim mesmo….

    Ainda bem que a Dona Asa foi com vcs, pq o preco ia ser caro. Eu vou no mercado que tem aqui em Alexandria, os homens qdo me veem ficam loucos, pq sabem que eu vou levar com preco de egipcio e se nao me vender compro no vizinho deles e ainda vou la mostrar…..kkkkkkkk

    A sisha chama-se narguile no Brasil, pq esse eh o nome Libanes e no Brasil o maior numero de arabes sao os libaneses…..existem mais libaneses no Brasil do que no proprio Libano.

    Conta mais….heheheh

    Beijos e fiquem com Deus

  2. Edu Giansante said, on junho 5, 2008 at 8:21 am

    hahaha… senacional! Adoro essas negociacoes ao ar livre. Comprei um violao aqui em dublin por 6 euros, na feirinha de usado🙂

  3. joaoccc said, on junho 5, 2008 at 4:16 pm

    E a gente comprando o paozinho quente do rapaz que carregava eles na cabeca? Mmmmm que delicia!!

  4. Denise Neves Santos said, on junho 5, 2008 at 4:38 pm

    Esse pao é mesmo muito bom!!!


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: